FSWP – Dicas Gerais do Processo

Fala Galera!

Infelizmente ficamos um bom tempo sem postar dicas e informações sobre nosso processo, porém o tempo ficou curto e tivemos alguns contratempos no caminho.

Para simbolizar o último post referente ao FSWP de 2014, seguem algumas importantes dicas que tiramos do nosso processo e que poderá ajudá-los em 2015.

1 – Leia bastante e não confie somente em uma fonte de informação. Existem muitos aplicantes e muitas informações que são “achismos” e que de fato não são aderente a realidade. Isto não acontece por maldade, mas porque opinamos sobre tudo na tentativa de ajudar e as vezes nossa opinião é furada! Faz parte da busca de informações, por isto reforço: BUSQUE MAIS DE UMA FONTE SOBRE A MESMA DÚVIDA!

2 – Não desista NUNCA! Você lerá mais casos de negativas do que de aprovações, mas lembre-se: cada caso é um caso!! Esteja atendo aos motivos que os outros tiveram negativas e arrume seu processo para que não tenhas os mesmos problemas!


3 – Revise! Revise! Revise! Ensine alguém sobre o processo e peça para revisar também! Outro ponto interessante é que quando tu explicares o processo para outra pessoa, também estará memorizando e validando seu próprio conhecimento, aumentando as chances de veres um erro que não tinhas visto.

4 – IELTS: Não é um bixo de 7 cabeças!! Vai lá e faz na boa, se não passar, estuda mais 2 ou 3 meses e faça novamente! O pessoal faz o exame ser um monstro e acaba deixando a galera ainda mais nervosa! Importante: a pontuação é por habilidade, se fores mal em somente 1 delas, não significa que terás pontuação baixa!!

5 – ECA: Faça como uma das primeiras coisas do processo, é barbada e rápido! Por que fazer antes de tudo? Porque novamente tem muito mito sobre isto, fazendo antes é menos uma coisa para esquentar a cabeça!

6 – Documentos Originais: Isto é simples, não mande nenhuma!! Os originais que precisarás mandar será somente o resultado do IELTS e o ECA, o resto é TUDO cópia autenticada! Nem mesmo as cartas de empregadores, traduções juramentadas, documentos pessoais, entre outros, tudo pode ser cópia autenticada em cartório. Eu acabei mandando as cartas de empregadores originais porque tinha duas cópias, mas caso contrário, iria mandar cópias autenticadas!

7 – Tire suas dúvidas mas não encha o saco do grupo!! Existem muitos grupos focados nos processos de imigração e geralmente quando entramos em algum deles já existem MUITAS informações lá. Leia alguns posts antes, procure o tópico da sua dúvida e somente se não encontrar, dai sim poste seus questionamentos. Lembre-se, todos estão ocupados e preocupados, então tente pesquisar antes e ser assertivo ao ocupar o tempo dos outros!

8 – Existem planilhas de registros de aplicações preenchidas voluntariamente pelos aplicantes, lá existem várias informações e previsões das etapas para cada data de envio de aplicação. Aprenda a ver a planilha, isto irá lhe ajudar e você não ficará tão ansioso sabendo a data prevista para a próxima etapa do seu processo.

9 – Caso seu processo seja rejeitado você não será avisado! O que irá acontecer é que o envelope irá chegar na sua caixa de correio sem qualquer aviso prévio.

10 – Atestados de Bons Antecedentes: No próprio site do processo existem 3 links que podem ser utilizados para mandar os atestados, mande no mínimo estes! 🙂

11 – Fotos: Sim, são 6 fotos identicas de cada familiar do principal aplicante, além das 6 fotos do aplicante principal e seus acompanhantes.

Minha memória não está tão boa hoje, se lembrar de algo adicionar, eu posto aqui! Se tiverem alguma dúvida, postem aqui que eu tento ajudá-los.

Anúncios

Fomos Rejeitados (NOC 0013), e agora?

Galera, tivemos nosso processo rejeitado no início de 31/10/2014!

Estávamos ansiosos porque a previsão de cobrança da nossa aplicação era até 15/11/2014, ou seja, em menos de 2 semanas iriamos ser cobrados. 

Foi uma bomba! No dia 31/10/2014 estávamos saindo para uma festa quando abrimos a caixa de correio e havia um pacote grande com o endereço do Canadá, neste momento já sabíamos o que tinha acontecido. Parecia que o mundo estava desabando, nosso sonho havia sido interrompido, o questionamento sobre justiça veio a tona em 10 segundos e toda a batalha que tivemos até então havia sido em vão! Foi muito difícil entrar pra casa novamente e ter coragem de abrir o envelope e confirmar a triste notícia.

Abrimos o envelope e realmente havia uma carta do governo Canadense comunicando que não havíamos cumprido todos os requisitos previstos no FSWP. A mensagem não foi simples de entender, ainda mais porque sabíamos que nosso processo estava 100%. A alegação deles foi que não conseguimos comprovar a experiência profissional necessária para o NOC 0013, porém não disseram se foi porque uma das cartas não foi aceita, se foi preenchida errada, se faltou tempo de experiência, etc, etc, etc… a mensagem é simples e genérica, algo como: “te vira para ver o que faltou, a dica é que foi nas experiências profissionais“.

Informações sobre a carta:
– Data da Carta: 09/10/2014
– Mensagem que permite a rejeição: “If the requirements of sections 10 and 11 are not met, the application and all documents submitted in support of the application shall be returned to the applicant.
– Mensagem da rejeição: “A review of your application indicates you do not meet the requirements of Regulation 10 of IRPA. The application is being returned to you for this reason. Your application fee was not processed and is alo being returned to you.

Justificativa:
NOTE: Work Experience: It is important you provide us documentation supplying evidence to show that within the 10 years before the date on which your application was made, you have to accumulated, over a continuous period, at least one year of full-time work experience, or the equivalent in part-time work, in the occupation you identified as your primary occupation, that is listed in Skill Type 0 or Skill Level A or B of National Occupational Classification (NOC).
Your letter of employment must clearly give evidence showing that you have performed the actions described in the lead statement and that you have performed a substantial number of main duties of the occupation as set out in the occupational descriptions of the NOC, including all the essential duties, for that period of employment. If will letter(s) does not provide us with this information, you will not meet Regulation 10 of IRPA.

Eles ainda nos deram um aviso que esquecemos a cópia do diploma de graduação daqui do Brasil (sim, eu só mandei o ECA, ratiei e vi isto logo após o envio). Porém, isto foi só um aviso, não foi justificativa para a negativa.

Recebemos todos os documentos que havíamos mandados, porém com alguns formulários carimbados pelo CIC com data do dia 25/07/2014 (poucos dias depois que o envelope chegou lá), ou seja, logo depois que o envelope chega ao CIC eles fazem uma pré-validação para ver se está tudo lá, depois provavelmente é que vão avaliar o conteúdo dos documentos.

Este retorno foi horrível, é claro, mas pudemos validar que todo o resto dos documentos estavam OK e que temos a pontuação necessária, pois o que erramos foi nas cartas de experiências profissionais, o que foi fácil ajustar e mandar novamente… mas isto será assunto para outro post, o que falará do ajuste que fizemos e da data que mandamos novamente! 😀

Declaração dos Empregadores – Como Fazer?

Pessoal, antes de mais nada, o que vou descrever aqui ainda não está validado que é a melhor saída, porém com base em tudo o que eu pesquisei, irá ser aceito tranquilamente.

O que é exigido então:
– Declarações de todas as empresas que você trabalhou nos últimos 10 anos;

Conteúdo:
– Deve ser em papel timbrado da empresa (papel com o logo da empresa no topo);
– Assinado pelo responsável da empresa ou seu supervisor;
– Demonstrar o endereço completo da empresa, telefone, números de fax, e-mail e página na internet;
– Carimbado com a marca da empresa (se aplicável – eu pedi isto para todos);

Conteúdo sobre teu emprego:
– Período específico que trabalhou para a empresa;
– As posições que trabalhou na empresa e qual o período que ficou em casa uma;
– Suas principais responsabilidades e atividades em cada posição (****leia abaixo****);
– Salário anual mais benefícis em cada posição;
– Total de horas trabalhadas por semana em cada posição.

Documentos Adicionais que você PODE incluir (não fala que é mandatório):
– Cópias dos contratos de trabalhos;
– Cópias dos comprovantes de pagamento.

  • Primeira dica: as declarações de trabalho precisam estar de acordo com seu NOC, mas recomendo não copiar as duties e main responsabilities do site e colocar no documento. Eu fiz as minhas muito similares, mas preferi não copiar descaradamente (não sei se isto é bom ou é ruim, foi apenas minha forma de pensar que pelo que pesquisei, está correta).Consultar seu NOC – clique neste link, digite o seu NOC, clique em cima do seu NOC e irá ver todas as informações sobre ele (main resposabilities e duties).
  • Segunda dica: peça uma declaração de trabalho em inglês e português para seu empregador (em seu nome), assim não precisarás gastar em tradução juramentada. Claro, se tiveres contratos de trabalhos e comprovantes de pagamento, dai não tem jeito, terás que traduzir porque aumentará sua chance dos docs serem aceitos. 
  • Terceira dica: Individuais autonomos (casos de PJ) devem prover documentação das partes contratadas indicando o serviço provido e os detalhes de pagamento. Declarações pessoais não serão aceitas.
    Eu preferi usar a opção abaixo com uma declaração direta com o meu nome do que usar esta opção.
    IMPORTANTE: como sou PJ, preferi mandar somente a declaração, pois acho que os contratos de trabalho PJ iriam mais dificultar meu processo do que ajudar, além de que eu iria gastar uma nota para a tradução juramentada.

Aqui vocês irá encontrar os modelos das declaraçõe sem Inglês e Português. Pode usar sem problemas, mas aviso que foram feitas por mim com base em pesquisar, mas que não me responsabilizo pelo sucesso da aplicação! 😉

Declaração em Inglês


Espero que eu tenho ajudar e qualquer dúvida, fique a vontade para questionar.

Exame de Proficiência em Inglês (IELTS)!!

Bom, agora vem o que eu considero o processo que mais nos deixa nervoso, o teste de proficiência em Inglês (pode ser Francês também).


Primeiramente você deve escolher qual exame irá fazer,  dentre a lista (clique aqui) disponibilizada pelo Canadá. Por eu já ter feito o IELTS em 2008 escolhi este exame para minha namorada e eu fazermos.

Para pontuar no processo, obrigatoriamente o aplicante principal de e fazer o teste e de acordo com o resultado irá receber a respectiva pontuação. Confira aqui a tabela.

O acompanhante pode fazer o teste também, dependendo do resultado vocês também ganharão pontos por isto.

O primeiro passo é comprar o IELTS (custa R$ 500,00) e escolher o teste GENERAL (é obrigatório – não escolham o Acadêmico). 
O teste é composto por 4 sessōes (Listening, Reading,Writing e Speaking) e o grade vai de 0 a 9. Para pontuar bem, seu target deve ser 7 para cima.

Depois do teste, aguarde aproximadamente 2 semanas para receber o resultado impresso. O resultado poderá ser visto antes de forma online.

Validando o Diploma no Canadá (recebendo o ECA)!

Vou explicar um dos passos mais demorados, a validação do diploma no Canadá. Este item é fundamental para pontuar no quesito educação, sem isto, sem chances.
Se você possui uma graduação no Canadá, isto não é necessário, porém acredito que estes casos serão raros para nós Brasileiros.

O Canadá exige que nós tenhamos um ECA (Education Credencial Assesment), ou seja, uma credencial de avaliação de educação. São somente 5 entidades no Canadá que podem confirmar a equivalência do diploma Brasileiro ao Canadense, clique aqui para ver a página que possui os detalhes e também a lista. Destas 5 entidades, 2 são para Medicina e Farmácia, então focarei nas outras 3 (na verdade 2, pois uma não cheguei a pesquisar direito).

As duas que pesquisei foram a ICAS e a WES, ambas aparentemente custam a mesma coisa (a WES aparentemente é mais barata, porém tem adicional de imposto, o que faz ficar no mesmo valor praticamente). A diferença que eu realmente achei interessante entre as duas é que a WES promete o retorno em 10 dias úteis (2 semanas) e o ICAS em 6-8 semanas, muito mais demorado. Naturalmente escolhi o WES para prover o ECA.
DICA: Você deve comprar o processo de validação específico para o FSWP e não o processo normal.
DICA 2: O valor é para um processo único, independente de quantos diplomas você mandar (graduação, pós-graduação, metrado, etc).

Bom, vamos ao passo-a-passo.


A) Documentos que você deve enviar:
  1. (Tradução Juramentada) – Primeiro de tudo, tenha em mãos os originais (ou cópia autenticada) do diploma e do histórico acadêmico e mande fazer a tradução juramentada. Nós usamos a traduzca e saiu menos de R$ 900,00 para traduzir 2 diplomas e dos históricos acadêmicia.DICA: mandei a cópia autenticada da tradução juramentada!! Não é necessário mandar a tradução original, fique com ela para usar no futuro.
  2. (Cópias do Certificado e Diploma) – Além da tradução juramentada, você deve mandar cópia autenticada do seu(s) diploma(s) e seu(s) histórico(s) acadêmico(s). NÃO MANDE O ORIGINAL.
  3. Formulário de aplicação que a WES fornece, aquele que você viu no final da compra do serviço deles.

B) Documentos que a instituição que você estudou deve enviar:
  1. Eles exigem que tua instituição de ensino mande um envelope selado, assinado e carimbado contendo teu diploma, histórico acadêmico e, se possível, uma descrição de cada disciplina do curso (eu não mandei esta última solicitação, demora muito para a universidade prover isto);
    DICA: Não precisa ser uma segunda via dos documentos, pode ser uma copia normal de cada um com um carimbo da instituição dizendo que reconhecem como cópia do original.
  2. Quando tu paga o serviço eles te dão um formulário que metade deve ser preenchido por você e a outra metade pela universidade, ou seja, quando fores na universidade solicitar isto, já leve este documento com você para que eles coloquem no envelope junto com o restante.

    DICA: Pegue o envelope com eles já endereçado (forneça o endereço do WES e peça para eles colocarem o deles como remetente) e poste no correio, eles geramente não fazem isto por você.

CONSELHO IMPORTANTE: Nós utilizamos os Correios, mas não farei isto novamente, demora muito (15 dias). Usem o FEDEX, é um pouquinho mais caro mais é entregue em menos de 5 dias.

Acho que seria isto, qualquer dúvida, entre em contato conosco.

Você é elegível ao FSWP (Federal Skilled Worker Process)?

Primeiro temos que explicar que o FSWP é baseado em pontos, os quas você obtem através de 6 fatores (Clique Aqui): 

– Proficiência em Idioma (Inglês/Francês) – máximo 28 pontos;
– Educação Acadêmica
 – máximo 25 pontos;
– Experiência Profissional  – máximo 15 pontos;
– Idade – máximo 12 pontos
– Emprego no Canadá (não é obrigatório)  – máximo 10 pontos;
– Adaptação ao Canadá – máximo 10 pontos.

A pontuação máxima é de 100 pontos e para que você possa ter chance no processo, precisa ter no mínimo 67 pontos.
Aqui é um dos muitos site que calculam os pontos de acordo com a resposta do usuário.

Além da pontuação, também existem outros fatores que explicaremos a seguir, mas sem dúvida o mais importante deles é verificar se sua experiência profissional está dentro das 50 ocupações (chamadas NOC) aceitas pelo Canadá (Clique Aqui). Após verificar se você se enquadrar em alguma delas, ainda precisa verificar se as atividas deste NOC está de acordo com as que você fez/faz, para isto basta pesquisar pelo NOC neste link.

Bom, agora vamos a interpretação do Determine your Eligibility que está no site de Imigração e Cidadania do Canadá. Eles dividem da seguinte forma:

A) Eligibilidade Básica

  • No mínimo 1 ano de trabalho continuo pago (full-time ou mesmo tempo em part-time);
    • Em uma única ocupação;
    • Dentro dos 10 últimos anos;
    • No nível 0, A ou B da edição de 2011 do NOC (postei acima os links e expliquei um pouco sobre isto).
    • Algum dos itens abaixo:
      • Sua experiência deve estar dentro dos NOC elegíveis (postei acima os 50);
      • Você possuir uma carta de oferta de emprego de empresa no Canadá;
      • Você é um estudante internacional em PhD (aqui tem que pesquisar mais, realmente não me interessei por este item).

B) Requisitos Mínimos

  • 1- Experiência Profissional – deve cumprir os seguintes itens:
    • No mínimo 1 ano (1560 horas) de experiência (full-time ou part-time com o mesmo tempo exigido);
    • Trabalho remunerado;
    • Na mesma ocupação;
    • Dentro dos últimos 10 anos;
    • No nível 0, A ou B da edição de 2011 do NOC (postei acima os links e expliquei um pouco sobre isto).
Aqui tem uma pegadinha, eles falam o seguinte: Você deve mostrar que você executou as atividades listadas na descrição do NOC desejado, incluindo as atividades essenciais e a maioria das atividades principais. Se você não comprovar isto, iremos negar sua aplicação.
DICA: Caso você vá solicitar declarações de trabalho de seus empregadores, verifique as atividades listadas no NOC e inclua elas na declaração. Como nosso processo ainda não foi julgado, não sei se isto conta ou não, mas pelo que eles escreveram, acho interessante fazer isto.

  • 2 – Idioma
    • Você deve comprovar habilidade nos idiomas Inglês e/ou Francês, quando melhor você falar em cada um deles, mais pontos irá fazer.
    • Clice Aqui para ver a pontuação de cada habilidade (fala, escuta, leitura e escrita), por idioma e por tipo de exame.


C) Requisitos Mínimos

  • Se você atender os requisitos A e B, eles vão processar sua aplicação baseado no sistema de pontuação que expliquei logo no início do post (idoma, eduação, experiência, idade, oferta de emprego e adaptação).
D) Comprovação Financeira

  • Você deve comprovar que tem dinheiro suficiente para imigrar para o Canadá. O valor exigido é de acordo com o número de pessoas que irão imigrar com você (ex: esposa, filhos, etc). Clique aqui para ver a tabela.
  • Se você tiver uma oferta de emprego, não há a necessidade desta comprovação.
E) Inadmissibilidade

  • Você não será aceito se tiver cometido algum crime, violação de direitos humanos;
  • Você também não será aceito por condições como saúde (eles pedirão exames), razões financeiras, ameaça a segunra do país, etc.

Observação Final: O número de aplicações que eles avaliam anualmente é limitado para cada NOC (1000 para cada). Ou seja, a partir da liberação de recebimento dos processos por parte do Canadá, seja ágil e envio o seu.

Para onde Ir?

Pergunta: Esta foi nossa primeira dúvida, para onde ir?
Resposta: Canadá, Irlanda ou Austrália.
Motivos: Os lugares que mais facilmente conseguiriamos os vistos e também com ótima qualidade de vida.

Pergunta 2: Mas qual deles seria realmente viável, qual deles não?
Resposta 2: Descartamos Austrália pelos seguintes motivos: Distante da Europa e da América, não tão promissor quantos os outros dois, maior dificuldade de obtenção de visto e também mais caro!! Então sobraram Canadá e Irlanda.

Pergunta 3: Mas qual dois dois então?
Resposta 3: OS DOIS!! Sim, nosso blog é focado no Canadá, mas não descartamos a Irlanda. O que optamos por fazer é tentar o processo de imigração do Canadá a nível federal e, caso não der certo, ainda continuaremos com a opção de ir para a Irlanda (mas dai o planejamento muda bastante).

Agora chega de pergunta e resposta (nem sei porque fiz isto.. rss), vamos para o que interessa, explicar a decisão do Canadá, sendo que é um país em geral com temperaturas muito baixas, com bastante neve e que por vezes pode ser depressivo.

Aqui alguns blogs (não conferi a confiabilidade) que refletem bem os motivos:
– As 10 cidades mais Preparadas para o Futuro (as 3 primeiras são Canadenses);
– Melhores Cidades para se Viver (3 entre as 20 melhores do mundo);
– As 10 Melhores Cidades do Mundo (A primeira é no Canadá).

Nitidamente a qualidade de vida que o Canadá possui faz com que queiramos morar lá, oportunidades de trabalho é o que não falta, igualdade social é uma premissa do país, entre outros motivos.

Fiquem a vontade para perguntas, esclarecimentos, qualquer coisa!! 😀

Em breve iniciaremos os relatos do processo de imigração.

Por que sair do Brasil?

Bom pessoal, vou tentar começar pelo início, ou seja, como foi a decisão de morar fora e como escolhemos o Canadá!!

Peço desculpas por manter algumas informações em segredo, pois ainda não falamos com todos os familiares e empregadores no Brasil! 😉

Como falei anteriormente, moramos fora do país, especificamente na Europa e simplesmente amamos a vida lá. Fomos como estudantes e com pouca grana, ficamos somente 8 meses, passamos bastante trabalho, especialmente quando comparávamos com o nível financeiro que tinhamos no Brasil (não era muito, mas tinhamos salário e podiamos escolher o que fazer com ele). Nossos programas lá eram limitados ao dinheiro que sobrava no final do mês de acordo com que haviamos previsto.

Mesmo com o cenário financeiro relatado acima, vimos muitas outras coisas melhores que o que temos aqui no Brasil (segurança, respeito, transparencia, infraestrutura, cultura, etc), o que nos deixou com esta vontade de voltar, mas desta vez para ficar por um bom tempo, com outra estrutura financeira também.

Abaixo alguns pontos positivos e negativos de uma mudança para fora do país em países de primeiro mundo:

– Positivos: Segurança, Transporte, Respeito, Cultura, Lazer, Tranquilidade, Oportunidades, Distância do Jeitinho Brasileiro, e por ai vai.

– Negativos: Distância da Família, Clima, Amigos, Conforto de Conhecer onde Vivemos, e acho que paramos por aqui!!

Esperamos ter demonstrado (sei que de forma bem superficial) o que nos levou a querer sair do país.


Bem-Vindos!!

Este post marca o início de um grande projeto, um sonho que já vinha sendo pensado desde 2008 quando um de nós morou fora do país, ainda quando não nos conheciamos. Depois disto, nos conhecemos e fomos morar fora juntos, já era no ano de 2013, uma experiência maravilhosa.

No retorno do Brasil aconteceu o que acontece com a maioria das pessoas que moram fora, retornamos com a vontade de voltar para fora do Brasil. Foi neste momento que nasceu o sonho Canadense!!

Nos próximos posts falaremos um pouco mais sobre o que estamos fazendo e nossos projetos.

Obrigado por estarem conosco!!

%d blogueiros gostam disto: