Mudança para o Canadá!! Chegaram os passaportes com os vistos!! :D

Amigos e familiares, agora é REALMENTE oficial, concluímos o processo de imigração para o Canadá e estamos indo MORAR em TORONTO! 



Estamos muito felizes com esta mudança de vida e esperarmos iniciar nossa vida em outro país com a mesma felicidade e companheirismo que temos aqui. Sentiremos saudades da família e dos amigos, é claro, mas esperamos que isto seja amenizado com visitas de vocês e também com uma rápida adaptação.

Estamos indo sem data de retorno e, se tudo der certo, voltaremos somente pra visitá-los. Ganhamos visto de residente permanente, o que praticamente nos dá todos os direitos de um Canadense. Após alguns anos já poderemos aplicar para a cidadania Canadense.

Sairemos do Brasil dia 21/06/2015, então certamente teremos uma despedida até lá! Nossa chegada em Toronto será no dia 28/06/2015, pois entre os dias 21 e 28 faremos nossa “lua-de-mel” na Disney! Emoticon grin

Obrigado a todos que nos apoiaram e incentivam nesta longa caminhada de quase 2 anos desde o inicio do processo até agora, vocês foram muito importantes.

Sentiremos muita saudade de todos vocês e saibam que as portas da nossa nova casa estarão abertas para sempre que quiserem nos visitas

Anúncios

Encontrando um Emprego no Canadá – Palestra do Dr. Lionel Laroche

Galera, tentei explicitar meu entendimento sobre o video abaixo de acordo com o o palestrante passou neste video e espero que ajude a todos.
 
 
 
A diferença crucial explicitada no começo do video é que existe uma grande diferença entre o “ser capacitado no país de origem” e “ser capacitado no Canadá”.
 
Por exemplo, na França (assim como no Brasil), tendo ótimos conhecimentos técnicos e poucas habilidades interpessoais tu ainda assim seria um bom profissional. Já no 
 
Canadá, isto não se aplica em 100%, a valorização das habilidades interpessoais (soft skills) são muito mais valorizadas, uma escala de 50%/50%.
 
Ele comenta que no Canadá as crianças já começam a fazer apresentações (formatadas) em público aos 5 anos, enquanto na maioria dos demais países isto só irá acontecer no final do ensino médio ou na faculdade. Ele aponta que este é um dos principais pontos de dificuldade do imigrante para conseguir um primeiro emprego e também ser promovido.
 
Depois ele destaca QUATRO perguntas que devemos fazer para nós mesmos:
1 – Quais problemas em sou bom para resolver?
2 – Quais empresas possuem os problemas que eu sei resolver e que estariam dispostar a pagar por isto?
3 – Como fazer com que eles saibam que eu existo? (CVs e networking)
4 – Como convencê-los que sou a melhor pessoas para resolver aqueles problemas para eles? (usar números, resultados)
 
Ele reforça que a grande maioria das pessoas (assim como eu) pula diretamente para o passo 3 e encaminha currículos para todas as vagas que encontra na internet e, é categórico em falar que isto não funciona no Canadá. Ele comenta que os passos 1 e 2 são de extrema importância (deveria ser em todos os locais, é claro), ou seja, devemos direcionar nossa busca por oportunidades que realmente se enquadram no que somos bons.
 
Ele comenta que o Canadá é uma terra de ESPECIALISTAS e que na maioria dos países os profissionais são generalistas e que é muito difícil entender esta difecença. O Canadá precisa competir com os USA, então as empresas precisam ser de nicho (especializadas em algo), assim como seus colaboradores.
 
Outro ponto é em relação ao networking PROFISSIONAL. Imigrantes se relacionam com seus compatriotas, o que não é o modo como Canadenses se relacionam.
 
O Canadense faz uma espécie de divisão entre o que tu é (profissão) e em qual setor tu trabalhas (segmento de mercado). 
Por exemplo, um Gerente de Negócios em Tecnologia com foco em Cloud Computing irá se relacionar com outros Gerentes de Negócios e/ou com outras pessoas do setor de tecnolgia e cloud computing. 
 
Uma das primeiras perguntas ao criar um relacionamento com Canadenses é o que você faz?
“Eu sou (profissão) e trabalho com (segmento de mercado).”
Se você tem a mesma profissão ou está no mesmo segmento de mercado, OK, irá criar um relacionamento pois possuem algo em comum.
 
Seguinte em frente…
 
O principal elemento para a busca de uma oportunidade é o TEMPO INVESTIDO e, logicamente, a qualidade da busca.
 
VOCÊ DEVE CRIAR UM ÚNICO CV PARA CADA OPORTUNIDADE ENCONTRADA
 
Após enviado o CV, busque algum relacionamento com empregados da empresa (via Linkedin, etc). Participar de eventos na area também é muito importante.
 
Cinco dicas para lembrar:
  • Focar em melhorar continuamente a comunicação sobre suas habilidades técnicas;
  • Definir claramento qual é sua especialização (PONTO CRÍTICO);
  • Conduzir uma extensa pesquisa sobre o seu mercado;
  • Faça network por profissão e por indústria; 
  • Focar na parte que tem controle: SEU TEMPO.

 

 
Em linhas gerais seria isto, realmente acho que é diferente do que fazemos no Brasil e acho que os principais pontos é que a busca por oportunidades deve ter um foco e uma especialização melhor e que o networking deva ser feito com pessoas de mesmo perfil e também de outras nacionalidades.
 
Espero ter contribuido, boa sorte a todos nós!!

Steve Jobs – Frases Marcantes

Galera, fugindo um pouco do objetivo do blog, mas fazendo uma geração de conteúdo interessante, seguem algumas frases/opiniões do Steve Jobs para incentivar vocês.

Coloquei algumas observações em algumas frases de acordo com minha opinião. 😉

Frases:

1 – Encare as decisões difíceis e não se deixe levar pela emoção. Avalie o problema de forma objetiva, mas jamais tenha medo de errar.

2 – Busque informações e fuja das suposições. Faça sempre uma avaliação completa e baseie suas decisões nesses dados. É duro, mas justo.

3 – Trabalhe em equipe. Evite colocar toda a carga das decisões difíceis sobre as suas costas.

4 – Foco, foco, foco. Focar é o mesmo que dizer não. A Apple sempre concentrou seus recursos em um pequeno número de projetos, mas muito bem executados.

5 – Seja quase um déspota (autoritário). Afinal, alguém tem que dar as ordens.
Lucas: Realmente alguém tem que dar ordens, mas não esqueçam que isto deve ser interpretado de uma forma sutil.

6 – Gere alternativas para escolher a melhor. Jobs sempre insistiu com a equipe para ter opções e as descartava sem muita discussão.

7 – Simplifique. Fuja do complexo e diga não ao supérfluo.

8 – Crie os projetos pixel a pixel. Desça até os mínimos detalhes. Jobs se prendia a miudezas tidas como insignificantes por muitos CEOs.
Lucas: não esqueça que delegar também é importante. Se tiver alguém do seu time que consiga entregar o projeto com qualidade, não será tão necessário entrar nos mínimos detalhes, visto que será perda de foco.

9 – Não tenha medo de recomeçar. Valeu a pena refazer o MacOS X, mesmo à custa do trabalho de mil programadores por três anos.

10 – Não dê muito ouvidos a seus compradores. Eles provavelmente ainda não sabem o que querem.
Lucas: esta frase é muito duvidosa. Isto se aplicou a um projeto específico dele, mas não se aplica na maioria dos casos. Seus clientes possuem o melhor feedback sobre seu trabalho, serviços e produtos.

11 – Demita os idiotas. Funcionários talentosos são uma vantagem competitiva para qualquer empresa.

12 – Se perder o barco, trabalhe para recuperar o tempo perdido. Jobs não percebeu a revolução da música digital no seu início. Mas criou um modelo de negócios vencedor.

13 – Conecte-se, estude. Uma cultura corporativa é feita de insights. Conecte-se a diferentes tribos e estude temas desvinculados ao trabalho.

14 – Gere e Teste. As interfaces revolucionárias do iPod e do iPhone foram descobertas por tentativa e erro.

15 – Seduza. Jobs sabia ser um grande sedutor quando necessário.

16 – Faça as perguntas certas. Mas duvide sempre das respostas.

17 – Defina prazo e cobre. Jobs queria o iPod nas lojas no outono de 2001. A equipe teve seis meses para lançá-lo.

18 – Busque oportunidades. A Apple não estava no negócio de dispositivos eletrônicos. Curioso, Jobs queria entender esse mercado. E o dominou.

19 – Queime os navios. Jobs matou o mais popular iPod para dar lugar a um modelo mais fino.

20 – Evite as concessões. A obsessão de Jobs por excelência criou um singular processo de criação que gerou uma família de produtos inovadores.
Lucas: em algumas vezes as concessões são necessárias, especialmente para manter as coisas em ordem. 

Era isto, estava com saudades de postar algo! 😛